EMPREENDEDORISMO PARTE 10

INDEPENDÊNCIA E AUTOCONFIANÇA
Nesta série sobre as 10 características do comportamento empreendedor (CCE) e seus comportamentos, já falamos de 9: Correr riscos calculados; Exigência de qualidade e eficiência; Persistência; Comprometimento; Busca de informações; Estabelecimento de metas; Planejamento e monitoramento sistemáticos; Persuasão e rede de contatos. Hoje, encerramos esta série falando da última e não menos importante. A independência e autoconfiança.
Esta última, em particular, decorre da aplicação das demais, ou seja, se você praticar todos os comportamentos empreendedores acima, certamente, serás uma pessoa mais independente e autoconfiante.
Esta característica empreendedora também, a exemplo das demais, possui um mínimo de 03 comportamentos desejáveis, a saber:

Busca autonomia em relação a normas e controles de outros: empreendedores são focados e acreditam tanto no seu ideal que, raramente, se sujeitam a normas e controles de outras pessoas, mesmo sendo empregados. Não estamos falando aqui de transgredir regras, mas sim, de questioná-las encontrar meios de contorná-las, encontrando uma forma melhor, mais fácil e menos burocrática. Muitas vezes, o que os empreendedores quebram não são regras, mas sim, paradigmas e crenças limitantes.
Mantém seu ponto de vista mesmo diante da oposição ou de resultados desanimadores: uma viagem rumo aos seus objetivos normalmente começa com a estrada cheia, engarrafada e com obstáculos, mas, à medida que você avança, os carros vão diminuindo, os obstáculos desaparecendo, até que, em algum ponto da estrada você está livre, com o caminho só para você. Se esse motorista desiste por causa de um temporal no início da viagem, não atravessará a tempestade e, dificilmente, encontrará o sol. Todo negócio, inicialmente, produz resultados incipientes, afinal de contas, ninguém começa nada já ganhando.
Expressa confiança na sua própria capacidade de complementar uma tarefa difícil ou de enfrentar um desafio: expressar significa falar, mas também agir. A maior expressão de um empreendedor é a sua ação em relação ao seu objetivo. Quando ele saca seu dinheiro para colocar no seu sonho, é a expressão máxima de sua confiança, afinal, se ele não for o primeiro a acreditar, quem seria?

Pois bem, termino esta série de artigos com a oração do empreendedor, criada por mim e baseada nestes conhecimentos.
“Senhor, fazei com que eu possa Buscar Oportunidades e que eu tenha Iniciativa para arriscar de forma calculada sem perder a qualidade e a eficiência; Que eu seja persistente e comprometido para comigo mesmo. Me ilumine para buscar informações relevantes para que assim eu possa estabelecer metas coerentes, sem perder de vista o que foi planejado. Que minha mente se abra para monitorar a evolução dos meus desejos e pensamentos. Que eu lembre de regar a minha rede de contatos, melhorando meu poder de convencimento, minha independência e minha autoconfiança, AMEM!

Compartilhe

© 2019 Professor Marcos Fábio | Todos os direitos reservados

Divinópolis - MG | Rua Cel. João Notini, 1511 - Sidil
CEP: 35.500-017 - TEL: (37) 3213-0005

Belo Horizonte - MG | Av. Getúlio Vargas, 446
Sala 702 - Funcionários
CEP: 30.112-020 - TEL. (31) 3222-9948

(37) 3213-0005